fbpx

Balanço do Dieese registra 1.566 greves por melhores condições de trabalho em 2017

O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgou em setembro um balanço geral das greves de 2017. Além disso foram registradas 1.566 paralisações, sendo 814 da esfera pública e 746 da esfera privada. O funcionalismo público também supera no total de horas paradas, correspondendo a 65% da fatia total.

DETALHES – O estudo especifica em porcentagem os tipos de paralisações. Número de trabalhadores presentes, motivação, reivindicações, formas de resolução e resultados. Há uma análise do caráter das mobilizações, divididas nas seguintes categorias: propositivas, defensivas (manutenção ou descumprimento de direitos) e de protesto. Como resultado, temos um estudo é amplo e muito bem detalhado, vale a pena conferir.

HISTÓRICO DE PESQUISAS – Os dados analisados foram extraídos do Sistema de Acompanhamento de Greves (SAG-DIEESE), que reúne informações sobre as paralisações realizadas pelos trabalhadores brasileiros desde 1978 e que conta, atualmente, com quase 40 mil registros. As informações do SAG-DIEESE são obtidas por meio de notícias veiculadas em jornais impressos e eletrônicos, da grande mídia e da imprensa sindical.

CLIQUE AQUI E VEJA O BALANÇO NA ÍNTEGRA

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *