fbpx

Desemprego de longo prazo cresce 42,4% em quatro anos, aponta Ipea

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou no dia 18 de junho uma pesquisa que aponta o aumento do desemprego a longo prazo em 42,4%. Isso no período dos últimos quatro anos. O índice, portanto, representa mais de 3,3 milhões de trabalhadores no primeiro trimestre de 2019. Estes estão a procura de um emprego há mais de dois anos. Em suma, o estudo utiliza dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

DETALHES

A parcela de desempregados nesta situação avançou de 17,4% no 1º semestre de 2015 para 24,8% no mesmo período de 2019. Segundo dados do primeiro trimestre deste ano, o desemprego de longo prazo atinge mais fortemente as mulheres. Entre as desocupadas, 28,8% estão nesta condição há pelo menos dois anos, contra 20,3% dos homens desempregados na mesma situação. Além disso, na análise por faixa etária, 27,3% dos desocupados com mais de 40 anos estão há mais de dois anos na busca por emprego. Contudo, o crescimento do desemprego a longo prazo é maior entre os jovens. Por região o fenômenos se destaca nas regiões Norte e Nordeste.

ANÁLISE

O Ipea ainda analisa os contratos de trabalho intermitente (temporário e esporádico) e jornada parcial (até 30 horas semanais). Estes somam 15,5% do total de empregos com Carteira assinada criados a partir da Reforma Trabalhista. Das 507.140 vagas de trabalho abertas de novembro de 2017 a abril de 2019, 58.630 foram de trabalho intermitente e 19.765 de parcial, com a preponderância dos setores de serviço e comércio.

Futuro – O estudo conclui que o mercado de trabalho brasileiro prosseguirá com altos contingentes de desocupados, desalentados e subocupados. Até o fim do ano se manterá a expectativa de uma recuperação gradual da ocupação e da renda média. A queda expressiva da taxa de desemprego é aguardada só para 2020.

Fonte: Ipea

 

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *