fbpx

Greve Geral contra a Reforma da Previdência acontece dia 14 de junho

As Centrais Sindicais convocam a classe trabalhadora do Brasil para a Greve Geral, que ocorre dia 14 de junho. A mobilização é contra a Reforma da Previdência, que está em tramitação no Congresso. Até lá, uma agenda de ações e encontros têm sido cumprida pelos líderes do movimento. Uma delas foi a Greve Nacional da Educação (15 de maio) contra o corte de verbas anunciado pelo Governo.

AÇÕES

Na terça (21), representantes de cinco Centrais se reuniram com o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da Reforma, em Brasília. Após a reunião, os sindicalistas alertaram o Congresso de que o Brasil irá parar caso a Reforma continue avançando. Quarta (22), dirigentes das Centrais estiveram no Rio de Janeiro em novo encontro com líderes nacionais para mobilizar os trabalhadores. Por fim, ontem (23) houve uma plenária no Distrito Federal para tratar do tema.

Além disso, os líderes defendem uma nova discussão sobre como construir uma Reforma justa. “Nós colocamos à disposição o seguinte: tem que parar essa Reforma e fazer um amplo debate com a sociedade para discutir uma reforma verdadeira. A CUT (Central Única do Trabalhador) defende uma previdência pública e universal, onde todos estão dentro dessa previdência, de juízes a militares”, afirmou o secretário de Assuntos Jurídicos da CUT, Valeir Ertle.

Portanto, dia 14 de junho é dia de luta, dia de Greve Geral. A Agência Grita São Paulo acompanhará de perto os protestos no País, e em especial em São Paulo. Fique ligado aqui no site em em nossas redes sociais para estar bem informado!

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *