Confira entrevista especial com Ciro Gomes
Daniel Lucas Oliveira, diretor da Agência de Comunicação
Grita São Paulo, entrevistou Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República. Após o Encontro Estadual do PDT...


NOTÍCIAS - Osasco, 24 de agosto de 2017
Senador condena redução do reajuste do salário mínimo
 
O senador Paulo Paim (PT-RS) protestou contra a decisão do Governo que reduziu o reajuste do salário mínimo de R$ 979 para R$ 969. A insatisfação foi exposta durante pronunciamento do parlamentar no Senado, dia 22 de agosto. Com a decisão, disse Paim, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), mostrou que desconhece o que representa o salário mínimo na vida dos brasileiros mais pobres.

Paim afirmou que mais de 80% dos aposentados recebem o salário mínimo no Brasil. Ainda apontou que a política de valorização do Piso salarial estimula a economia e é importante para o aumento da renda das camadas inferiores da sociedade. Baixar o salário mínimo é diminuir o alimento de muitos cidadãos.

DISTRIBUIÇÃO DE RENDA - "O salário mínimo é uma forma de redistribuir renda, mesmo se considerarmos o elevado índice de informalidade existente em nosso País. Isso se chama efeito farol, ou seja, o salário mínimo funciona como um referencial", disse o senador. Os argumentos de Paim retratam a atual realidade.

ENTENDA O CASO E COMPROVE A CRUELDADE DE TEMER

De R$ 979 para 969 - No dia 15 de agosto, o Governo mudou a diretriz e resolveu tirar R$ 10 do Piso aprovado na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e diminuir o valor do mínimo para R$ 969. A previsão para 2019, se não houver alteração, é de R$ 1.029. Em 2020, R$ 1.103. Com a decisão de conceder reajuste R$ 10 menor ao mínimo no próximo ano, o Governo "economizará' cerca de R$ 3 bilhões em gastos em 2018. Será que esse dinheiro irá para o fundo partidário, pois sabemos que a população não verá a cor dele.

CONTATO - Quer uma assessoria para sua entidade? Entre em contato com nossa equipe pelo telefone, WhatsApp, e-mail ou redes sociais. Ligue (11) 3681.6235 I 940.376.585 - mande sua mensagem pelo endereço equipe@gritasaopaulo.com.br ou acesse as redes - Facebook, Instagram, Flickr e YouTube.

O senador Paulo Renato Paim (PT-RS) protestou contra a decisão do Governo que reduziu o reajuste do salário em R$ 10,00