fbpx

Previna-se | Fique atento à vacinação contra o sarampo

Considerada uma doença erradicada no Brasil até 2018, em 2019 já foram registrados 420 casos de sarampo no Brasil. O detalhe é o disparo do número de casos em São Paulo, deixando as autoridades alertas para intensificar a campanha de vacinação contra a doença. Aliás, segundo a Prefeitura, todas as pessoas entre 15 e 29 anos devem se vacinar, mesmo se já tenha a dupla imunização.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença tem surto ativo em três estados. São eles São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. Assim, São Paulo lidera o ranking com o maior número de infecções, com 82% de todos os registros.

Quem deve tomar a vacina contra o sarampo?
  • Quem ainda não tomou as duas doses da vacina na infância e na adolescência;
  • Quem não tem certeza se já tomou as duas doses deve tomar uma dose extra.

A vacinação tem ocorrido a partir das 7 ou 8 horas e se estende até as 18 ou 19 horas, dependendo da unidade. A lista de postos de saúde está no site da prefeitura – basta escolher se a busca é pelo endereço onde mora ou pelo nome da unidade.

Para quem a vacina é contraindicada?

As pessoas em um dos perfis abaixo devem consultar seu médico antes de tomar a vacina:

  • Gestantes;
  • Pessoas com baixa imunidade ou gripadas;
  • Pacientes em tratamento contra o câncer;
  • Pacientes portadores de doenças que derrubam o sistema imunológico, como a Aids, por exemplo.
Crianças com menos de um ano

O calendário da vacinação indica o período ideal para aplicar a primeira dose sendo aos 12 meses de idade. A vacina tem menor eficácia antes dessa idade, mas os pais de bebês com menos de 12 meses que farão viagens a locais considerados de risco devem procurar um pediatra para avaliar se é indicado fazer a imunização.

Jovens de 15 a 29 anos

Segundo os especialistas e as autoridades, pessoas de todas as faixas etárias precisam ter as duas doses da vacina. Mas o foco das campanhas atuais são os jovens de 15 a 29 anos porque são o grupo populacional com maior probabilidade de não terem recebido uma das duas doses.

Doença altamente contagiosa
  • O sarampo é uma doença altamente contagiosa, podendo evoluir para complicações e levar à morte;
  • Os principais sintomas são febremanchas avermelhadas na pele do rosto e tosse persistente, por exemplo;
  • A prevenção da doença é feita por meio da vacinação, e os especialistas reforçam sobre não haver relação entre a vacina e o autismo.
Vacina em duas doses

Para ter proteção contra o sarampo, portanto, é necessário ter tomado duas doses da vacina.

Em suma, a prática mais comum hoje é vacinar as crianças pela primeira vez aos 12 meses e voltar para a segunda dose já aos 15 meses. Além disso, vacina tríplice viral, contra sarampo, caxumba e rubéola, é oferecida gratuitamente durante todo o ano pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *