Brasil entra na “lista suja” da OIT. E de quem é a culpa?

Como pouca notícia ruim é bobagem, o Brasil acaba de ingressar para a “lista suja” da OIT (Organização Internacional do Trabalho). Essa “conquista” tem causa e culpado. A causa é a trágica Reforma Trabalhista. Quanto ao culpado, é claro, é o Governo Temer. Não só ele, o presidente em pessoa, mas os parlamentares envolvidos nesse golpe nos direitos do trabalhador. E essa não é apenas a minha opinião, mas a da OIT, pois eles incluem nesta lista apenas as principais violações das convenções trabalhistas em todo o mundo.

O QUE ISSO SIGNIFICA – A Comissão de Aplicação de Normas da organização irá avaliar este caso do Governo nas próximas duas semanas. Tal ação confirma as denúncias das Centrais Sindicais contra as práticas antissindicais praticadas desde a tomada do poder, que retirou Dilma da presidência. Aí, vejamos, Helton Yomura, ministro do Trabalho, em vez de tomar a defesa da população e confirmar toda essa desfaçatez, não, ele afirma que tudo trata-se de uma tentativa de sabotagem e de perseguição política.

30 Essa é uma triste constatação. Em vez de rever suas decisões, os responsáveis por gerir nosso País preferem se esconder atrás de discursos prontos e que não agregam nada ao debate de direitos. Como defensor do movimento sindical, junto à Agência Grita São Paulo, alerto aos líderes sindicais a importância de usar o momento para expandir a luta pelos trabalhadores. Não podemos ficar omissos frente essas arbitrariedades. A lista suja da OIT é mais uma prova de que não podemos e nem devemos nos calar.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, sonhando com #NewYork2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×