Como diz aquela conhecida música: “Que País é esse?”

A menos que você viva em um mundo completamente seu, sem qualquer ligação com a realidade, de certo vai estar a par das últimas e indecentes tentativas de golpe em nosso País. Não vamos falar apenas daquele que tirou a presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff, mas do que vivemos agora, neste exato minuto. Com tantas delações premiadas e escândalos de corrupção sem fim, como podemos confiar em quem está no comando da nação? Onde está a identidade do povo brasileiro? É muita pergunta para zero de resposta.

GOLPES – É mais do que suposição. Vivemos hoje em um Brasil que foi tomado por pessoas que pouco ou nada se preocupam conosco. As Reformas Trabalhista e Previdenciária são prova disso. A terceirização de forma indiscriminada então, nem se fala. Somos pessoas fortes, como diria aquela frase que tanto nós ouvimos: “sou brasileiro e não desisto nunca”. Agora, como podemos agir assim se quando vemos pessoas “vencedoras” em altas posições se tornarem corruptas e odiosas? Chega a ser um alerta para a consciência.

Ver pessoas reconhecidamente canalhas fora da cadeia é um golpe no brasileiro. Assistir ao telejornal toda noite e saber que a Justiça favorece esse tipo de gente é frustrante. O que podemos fazer para isso mudar é manter nosso espírito limpo. Não nos tornarmos corruptos nas pequenas coisas. Aquela TV à cabo “gato”, sabe? Aquela vez que você ficou com troco a mais do que era de direito… ou quando não paga a dívida para com o seu colega. Enfim, para sermos melhores temos de ter atitudes sensatas e propagá-las todos os dias.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Assisto muitas sérias e atualmente meu maior vício são as médicas (Greys, The Good Doctor, New Amsterdam e The Resident) #LetsgotoCanada2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.