Home office | Aprenda a se livrar das distrações através de algumas dicas para melhorar o trabalho em casa

O avanço da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) tem mudado muitos hábitos em todo o mundo. Um dos principais é o home office, adotado por grande parte das empresas as quais os serviços podem ser feitos pelos funcionários de casa. E com ele temos alguns benefícios como a economia de tempo em razão do deslocamento ao local de trabalho. Contudo, alguns cuidados devem ser tomados. Isso porque, quando mal planejado, ele pode causar prejuízos ao à produtividade e ao bem-estar mental.

1. Prepare um ambiente de trabalho confortável

O primeiro passo para um home office bem sucedido é organizar a casa e o ambiente de trabalho. Então, bagunça e tarefas domésticas pendentes podem causar ansiedade e interrupções indesejadas durante o expediente. Escolha um local de preferência silencioso, tranquilo, bem iluminado e ventilado como seu escritório em casa e deixe tudo que precisar à mão. Além disso, não se esqueça de escolher uma boa cadeira ergonômica para suportar o período sentado na postura adequada.

2. Planejamento

Uma vez organizado o ambiente do home office, faça o planejamento e defina a lista de prioridades nas atividades do dia e da semana, de modo que seja possível saber por onde começar e terminar sem deixar nada urgente para trás. O curioso é que, apesar da suposta economia de tempo, muitas pessoas que trabalham home office acabam frequentemente fazendo jornadas mais longas do que se estivessem no escritório. Ou seja, algo está errado na organização das tarefas.

3. Cuide-se física e mentalmente

Apesar do conforto de estar em casa, estimular o corpo e a mente para encarar um dia de trabalho é fundamental. É preciso criar ou manter a rotina de se alongar, hidratar e fazer pequenas pausas para ir ao banheiro e descansar a vista. Não diminua e não atrase a pausa do almoço, que é fundamental para recarregar as energias e diminuir a ansiedade que a fome naturalmente traz. Não que seja uma regra, mas é intuitivo: tirar o pijama e vestir roupas confortáveis vai ajudar o cérebro a reconhecer a importância dos afazeres.

4. Converse com familiares e amigos

Como já dissemos, o benefício de estar mais próximo da família pode se tornar prejudicial. Portanto, é importante dialogar com familiares e amigos mais próximos para ser possível se concentrar durante o trabalho, o que vai resultar em mais tempo com eles. Por mais irresistíveis que eles sejam, deixe para dar atenção e brincar com cães, gatos, calopsitas e todo o universo pet antes ou depois do expediente. Se for impossível resistir à tentação, aproveite a hora do almoço.

5. Mantenha-se em equipe

Uma das queixas mais frequentes do trabalho home office, especialmente na situação atual, com a migração de pessoas que não estão acostumadas a fazê-lo, é a diminuição radical de contato com os colegas para trocar ideias sobre o trabalho e a vida. Diante da impossibilidade de contatos presenciais, mantenha-se ativamente em contato com os colegas por meio das ferramentas digitais, faça videochamadas e organize as tarefas coletivas e individuais por meio de plataformas como Trello e Asana.

6. Paciência e empatia

A dica final é paciência e empatia: qualquer processo de mudança no trabalho exige um tempo para adaptação e terá desafios inesperados. No caso atual, preocupações com a saúde e o cenário incerto prejudicam a todos. Assim, é importante manter um canal aberto para comunicar e sanar dúvidas sobre medidas que passem segurança aos funcionários sobre a evolução da pandemia, o modelo de trabalho remoto, as expectativas de produtividade e eventuais conflitos.

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.