fbpx

Itapecerica da Serra | Sindicato dos Servidores denuncia irregularidades em concurso público

O SFPMIS (Sindicato dos Funcionário Públicos de Itapecerica da Serra) protocolou esta semana uma denúncia no Ministério Público Estadual referente às denúncias recebidas sobre o concurso público da Prefeitura, no último fim de semana. O principal motivo é pelo INDEC (Instituto Nacional de Desenvolvimento Educacional e Capacitação), responsável pela aplicação das provas. De acordo com as reclamações, diversas irregularidades aconteceram durante os exames e o Sindicato cobra uma investigação do caso.

DENÚNCIAS –
Em suma, as reclamações principais foram nas diferenças de critérios ou modos de aplicação das provas em cada escola. Esses erros comprometem diretamente o desempenho individual e da coletividade.

Confira os apontamentos:

1) Na E.E. João Batista uma sala inteira não recebeu a prova de redação;

2) Na Escola Hortência vários candidatos saíram antes do horário levando consigo a prova, fato este relatado por vários candidatos, inclusive que realizaram as provas em outras escolas;

3) Não houve conferência documental dos candidatos pelos fiscais na escola EDVARD RODRIGUES DE OLIVEIRA, PROF;

4) Na E.E. João Batista os candidatos fizeram ocorrências por escrito das irregularidades;

5) Alguns candidatos fotografaram a página da redação que fizeram, contudo, muitos outros candidatos sequer receberam a prova de redação. Referido fato está circulando em grupos de WhatsApp;

6)
 Na escola Emiliano os candidatos puderam levar o rascunho da redação, contudo, nas demais escolas não houve este mesmo direito;

7) Em diversas salas os fiscais não lacraram os envelopes das provas ao término;

8) Funcionários da Prefeitura estavam aplicando as provas e não pessoal contratado pela empresa responsável pelo certame;

9) Nas escolas Benedito e Emiliano o telefone de alguns candidatos não foram recolhidos pelos fiscais, os aparelhos tocaram durante a realização da prova e os fiscais falaram que não havia problema, desde que ninguém atendesse ao telefone;

10) Na unidade escolar Benedito alguns candidatos entraram na sala após o horário de início das provas, sendo autorizados pelos fiscais.

TEM MAIS

Além disso, foram apontadas diferenças em pelo menos nove questões das provas, inclusive com exigência de conhecimentos que não estavam no edital. Por tudo isso, o SFPMIS apresenta a denúncia com reivindicações para que sejam tomadas as providências por parte do MP. São elas: apuração dos fatos denunciados e, uma vez comprovados, a instauração de Inquérito Civil Público.

FALA AÍ, PRESIDENTE – Adalberto Félix Rocha, líder do Sindicato, afirma: “Esperamos uma ação urgente para verificação de todos os fatos. Desempenhamos a função do Sindicato de ouvir os Servidores e buscar soluções, neste caso, através do Ministério Público. Portanto, vamos acompanhar o caso para trazer todo o andamento ao conhecimento dos trabalhadores de Itapecerica da Serra. Fiquem ligados no site”.

CONFIRA O DOCUMENTO PROTOCOLADO NO MP NA ÍNTEGRA

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *