fbpx

O difícil acesso dos brasileiros à saúde de qualidade

Pelo quinto mês consecutivo, em janeiro, os planos de saúde registraram queda do número de beneficiários. Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o total de beneficiários dos planos de saúde no primeiro mês do ano ficou em 47.592.368, uma queda 192,2 mil clientes, ou 0,4%. Desde agosto do ano passado, os planos de saúde do País vêm perdendo clientes. A causa é uma só: falta de dinheiro.

Os péssimos serviços oferecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) obrigam a população a ter de procurar por atendimento médico particular. Ao mesmo tempo em que o Governo não oferece um bom serviço, torna quase inviável as operadoras de saúde manterem preços acessíveis. O alto uso do plano encarece a tabela e isso é repassado para os clientes que, já com muitas contas a pagar, se veem obrigados a cancelar o plano.

A solução, pelo menos ao meu ver é: já que não se consegue atender a população com o serviço público, por que não ampliar as parcerias com o setor privado? Isenções de impostos, incentivos fiscais, entre outros, sim podem ser atrativos e garantir maior amparo para milhões de famílias. Só que, infelizmente, a saúde no País é tratada como moeda de troca. É como uma ferida que só pode ser tratada na proximidade das eleições.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, já tenho meu próximo destino: Ushuaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *