fbpx

Pesquisadores encontram vulnerabilidade em fones de ouvido

Uma vulnerabilidade permite que hackers invadam fones de ouvido e prejudiquem a saúde dos usuários. Em uma conferência de segurança realizada nos Estados Unidos, pesquisadores relataram uma possível brecha que permite aos invasores controlarem as ondas sonoras emitidas no sistema auditivo. Outro perigo da invasão é a possibilidade de derretimento do fone de ouvido durante o ataque. Além disso, segundo os especialistas, diferentemente de outros tipos de ataque, essa brecha não rouba dados e senhas do usuário.

Segundo Matt Wixey, especialista em segurança cibernética e um dos que descobriram a brecha, com um simples código de programação os hackers podem usar qualquer tipo de fone de ouvido para a emissão de frequências acima das recomendadas e, assim, prejudicar a audição humana.

Após a descoberta de brechas em câmeras, TVs e outros dispositivos, foi a vez dos fones apresentarem falhas na segurança. Utilizando os chips de inteligência artificial dos fones e também o sistema Bluetooth, os hackers acessam o dispositivo por meio de uma sequência de códigos de programação e conseguem controlar o aparelho.

Segundo o portal Wired, esse tipo de invasão pode ser utilizada para a criação de armas acústicas. Elas usam o aumento da frequência sonora para prejudicar a saúde humana. Além disso, ao atacar os fones com os “Malwares Acústicos” – como estão sendo chamados – foi possível perceber um aumento de temperatura que gerou calor suficiente para derreter seus componentes internos após quatro ou cinco minutos, danificando permanentemente o dispositivo e trazendo riscos ao usuário.

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *