fbpx

Placa do Mercosul volta a ser adiada, agora para janeiro de 2020

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) anunciou nesta manhã (28) o adiamento das placas do Mercosul. Agora, a nova data estabelecida para que os estados se adequem ao padrão é 31 de janeiro de 2020. Com esse anúncio, já é a sexta vez que os emplacamentos são adiados.

O prazo anterior venceria neste domingo, dia 30. Segundo o Ministério da Infraestrutura, as regras serão simplificadas com o novo adiamentos, promovendo assim a redução dos custos das novas placas. Além disso, não será necessária a troca de placas em transferências de propriedade, como era exigido anteriormente.

Este novo modelo já está aplicado em cerca de 2 milhões de veículos, pertencentes aos sete estados que o modelo de emplacamento já vigora. São eles Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. Porém, na nova resolução, o padrão só será obrigatório ara veículos novos. Isso no caso de veículos em circulação, em mudança de município ou estado, e se as placas forem furtadas ou danificadas.

As novas placas do Mercosul foram anunciadas em 2014 e deveriam vigorar em janeiro de 2016. De lá pra cá foram três adiamentos, além de prazos diferente para cada estado brasileiro. Além disso, o Ministério das Cidades tinha decidido inserir dois elementos no modelo acordado entre os países. Essa ação, no entanto, acabaria fugindo do padrão estabelecido.

COMO SERÃO AS PLACAS DO MERCOSUL

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *