fbpx

Segundo Ministério da Saúde, Brasil bate recordes de transplantes nos últimos anos

O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, divulgou ontem, dia 27 de setembro, dados que mostram o crescimento da quantidade de doadores efetivos no País. Entre janeiros e junho o número aumentou de 1.653 para 1.765, o que corresponde a um aumento de 7% nos procedimentos. O resultado também é graças às campanhas de incentivação à doação de órgãos realizadas em todo Brasil.

DADOS – Segundo o Ministério da Saúde, a projeção é que 26,4 mil órgãos e tecidos sejam transplantados no País até o fim deste ano. Assim, a lista de espera fica 6% menor entre 2017 e 2018, passando de 44 mil pacientes para 41,2 mil. A quantidade de operações deve bater recorde nos procedimentos de fígado, pulmão, coração e medula óssea. Isso porque, até dezembro, o número de doadores efetivos deve chegar a 3.530, o maior desde 2010.

INVESTIMENTO – Cerca de 96% das cirurgias é viabilizada pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT) do Sistema Único de Saúde (SUS). A ampliação e consolidação da rede nos últimos dez anos foi possível graças aos investimentos no setor que dobraram de volume no período. Neste ano, o orçamento da área é de R$ 1,036 bilhão.

Com isso, foi possível capacitar 23 mil profissionais de saúde em doação e transplante de órgãos. Ao todo, o País conta com 27 centrais estaduais de transplantes e 504 centros de transplantes e 1.157 equipes habilitadas.

Fonte: Governo Federal

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

2 comentários em “Segundo Ministério da Saúde, Brasil bate recordes de transplantes nos últimos anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *