fbpx

Sem liberdade de imprensa não tem democracia? É isso mesmo, Folha?

A grandeza do “Jornal Folha de S. Paulo” é indiscutível. Muitos jornalistas sérios, articulistas, cronistas, chargistas, pensadores de um grau elevadíssimo, etc. já passaram pelo periódico e fizeram história. Com o lema “Um jornal a serviço do Brasil”, a empresa se sustenta desde 1921. Mas, recentemente, o jornal travou algumas batalhas com o então candidato à Presidência da República, hoje presidente, Jair Messias Bolsonaro, que, aliás, atacou a Folha veementemente por divulgar “mentiras” contra a família Bolsonaro.

O que a Folha fez? Aproveitou desse momento adverso e, por meio do marketing da empresa, tenta nesse momento turbulento trazer benefícios a si própria. Até porque o jornal tradicional não entrou em uma briga com qualquer autoridade, mas com o atual presidente do Brasil. Quem acessa www.folha.uol.com.br confere dizeres afirmativos da liberdade de imprensa e reafirmações sobre a democracia. Mas não para por aí. A publicação pede aos internautas que assinem a Folha Digital.

Experiente, meticulosa e estrategista, sem dúvida alguma, não é o primeiro e nem o último confronto com poderosos enfrentado pelo jornal. Mas esse poderá trazer sérias consequências, em razão da postura autoritária e vingativa do atual Governo do País, além do descrédito que os grandes veículos de comunicação ganharam com a campanha massificada de Jair Bolsonaro nas redes sociais, em especial no WhatsApp. Muitos desses ataques, desmentiam e colocavam publicações dos “grandalhões” em cheque.

A má-fé da grande imprensa, inclusive da Folha, contra o PT (Partido dos Trabalhadores) nos últimos anos é inquestionável. A pretensão da grande mídia, e todo mundo sabe disso, era eleger os queridinhos do PSDB. Eles não acreditavam que o Bolsonaro seria capaz de se tornar presidente do Brasil. Se existe um mostro hoje, conforme muitos destacam, ele foi criado pelos próprios meios de comunicação. E essa imprensa que hoje exige liberdade e democracia sofre e sofrerá duras consequências pelas maldades praticadas no passado.

Democracia e liberdade de imprensa, sim, sempre!
Mas a mídia “grandalhona” vai ter que engolir o Bolsonaro com seus mandos e desmandos, pelo menos, por quatro anos.

Daniel Lucas Oliveira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - Ama sua família. Vovô de três netos lindos. Acredita em Jesus Cristo. Pratica e indica Jiu-Jitsu. Amante da Justiça e direitos sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *