Será “Uma Saída de Mestre” do presidente Bolsonaro?

Jair Bolsonaro, presidente da República, se rebelou. Passou a atacar alguns governadores e prefeitos, os chamando de irresponsáveis e que esses caras pálidas, pasmem, isso mesmo, seriam responsáveis por um desastre econômico e social ainda maior no Brasil. Por incrível que pareça, Bolsonaro ainda “defendeu” os trabalhadores e reafirmou seu anseio para o povo sair de casa.

O presidente vai na contramão de muitos países. Ainda tem a presunção de dizer que o líder americano Donald Trump pensa como ele. A Espanha prorrogou a quarentena. As mortes continuam assombrando a Itália e o contágio em toda parte do planeta aumenta dia a dia. Mas na visão de Bolsonaro existe uma conspiração contra o seu governo.

A postura radical em confrontar os agentes públicos, partir para a ofensiva contra o governador João Doria (aquele BolsoDoria) e literalmente rasgar o verbo no mais estilo único de Jair Bolsonaro, seriam uma forma de se proteger? Sem dúvida alguma. Porque após a passagem neste deserto chamado Coronavírus, os efeitos colaterais serão irreparáveis a longo prazo.

Será que Bolsonaro dirá: eu AVISEI! Disse para o povo voltar a trabalhar, sair de suas casas, mas não me ouviram. A mídia manipulou tudo. A Globo enganou o povo. Será essa “Uma Saída de Mestre” do presidente? Será essa alternativa para um líder nacional? Sim, será sim, porque isso é o que podemos esperar de Jair Bolsonaro.

Infelizmente, neste momento, o País está ainda mais desgovernado. Enquanto especialistas, estudiosos e lideranças de vários países visam conter o vírus, o presidente brasileiro ataca tudo e todos. Não assume seu papel de liderança e não busca alternativas concretas para defender, primeiramente, a vida de uma nação. Desde a quarentena, o povo brasileiro pôde ter a certeza de suas irresponsabilidades na condução de um país.

Hoje, Bolsonaro fala em trabalhadores, mas aprovou medidas recentes completamente contra a classe, inclusive favorecendo empresários. Tentou passar por cima da Constituição ao dar abertura por meio de decreto para os patrões congelarem os contratos de trabalho. Bolsonaro fala no povo de baixa renda, mas logo no início das ações de combate ao Coronavírus tentou interromper o pagamento do Bolsa Família.

Pronunciamentos de lideranças de outros países são inspiradores e passam confiança para o seu povo. Mas aqui no Brasil a população sofre com um presidente despreparado, com ataques constantes a tudo e todos, além de viver em pé de guerra com a imprensa brasileira. Hoje, Jair MESSIAS Bolsonaro nos causa revolta, insatisfação e insegurança.

O Brasil segue sem rumo, com um louco na sua condução!

Faz o verdadeiro papel de um covarde, ou seja, busca a sua saída de mestre, foge de sua responsabilidade como líder de uma nação para depois arrumar culpados de uma real crise econômica e social que está por vir!

Aproveitando o tema deste editorial, deixamos abaixo uma bela dica de entretenimento neste momento de quarentena.

Uma Saída de Mestre é um filme que foi lançado o Brasil em 2003. E que filme amigos! Charlie Croker é um gênio do crime e está decidido a recuperar um cofre repleto de ouro que fora roubado por seu ex-sócio que o traiu. Para isso, Croker conta com uma gangue formada pelo gênio da computação Steve, pelo piloto Handsome Rob, pelo especialista em explosivos Left Ear, pelo arrombador de cofres John Bridger e pela bela Stella Bridger. Extravagante, o plano de mestre deles é recuperar o cofre em plena Los Angeles, criando o maior engarrafamento que a cidade já viu em sua história.

Daniel Lucas Oliveira

Jornalista formado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×