fbpx

Tentou limitar minha internet. Logo eu, #nãovaitergolpe

Fomos pegos na última semana com mais um capítulo da novela “operadoras de telefonia x usuários”. O pior de tudo é ver o Governo apoiar a proposta das empresas em limitar o uso da internet de seus clientes. Não há cabimento dessa medida ser aprovada no Brasil, onde temos uma das piores redes e cobrados os valores mais altos. Do que me adianta ter um serviço ruim e ainda ser limitado pelo seu uso doméstico?

Ao ler diversos artigos, reportagens e ouvir opiniões das mais variadas posições, logo percebo o quanto isso mexe conosco. Somos uma geração totalmente dependente deste acesso. Mesmo que uma pessoa não tenha internet em casa, um smartphone ou similar, em algum momento da sua vida ela só conseguirá fazer algo se estiver na rede. Já pensou gastar seus dados em um dia e não mais “existir” pelo resto do mês?

Agora, por que isso causa polêmica? Explico: é a modernidade líquida. O conceito de Zygmunt Bauman, trata da individualização do mundo, em que o sujeito agora se encontra “livre”, em certos pontos. Isso vai ao encontro com o que a internet proporciona. Nos sentimos além do nosso espaço. Conseguimos enfrentar os medos e mostrar a faceta que desejarmos. Além do mais, o que seria da vida sem os muitos memes, não é?

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, já tenho meu próximo destino: Ushuaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *