fbpx

Decreto oficializa CPF como documento único no País. Entenda!

Foi publicado no Diário Oficial da União na última terça, dia 12 de março, um decreto do Governo Federal que unifica o CPF (Cadastro de Pessoa Física) como documento único no Brasil. Um importante passo para a desburocratização em várias instâncias.

O QUE MUDA?

Agora, o CPF poderá substituir todos os outros documentos, como o número e série da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); o número do cadastro do Programa de Integração Social (PIS); o número de Identificação do Trabalhador (NIT); o número da Carteira Nacional de Habilitação; e diversos outros registros de inscrição presentes em bases de dados públicas.

Contudo, o decreto não é válido para processos que estejam em andamento nos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito ou do Ministério da Defesa. Também não vale para documentos obrigatórios de porte, como a carteira de motorista ou certificado de alistamento militar.

O prazo para os órgãos públicos se adequarem a nova regra é de três meses, e o prazo para atualizar a basa de dados a partir do CPF é de um ano.

Rumores indicam que isto seja o início para a implementação do Documento Nacional de Identidade, o qual seria único, digital e que reunirá todas as informações necessárias dos cidadãos.

Que a desburocratização continue avançando para novos setores!

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *