fbpx

Dia da Consciência Negra | Em 2019, o racismo ainda está presente na sociedade

É triste saber que em pleno século XXI, em 2019, ainda haja inúmeros casos de racismo por todo o mundo. Recentemente os mais evidentes estão no esporte, como o caso do segurança no Mineirão, ou contra jogadores, sejam brasileiros ou de outra etnia, no futebol europeu. Mas, imagine quantos e quantos casos não acontecem “por trás das câmeras”?

É por esses e tantos outros motivos que o Dia da Consciência Negra deve ser sim celebrado e usado como marco de resistência e luta contra qualquer forma de racismo. Em contrapartida aos casos lamentáveis, também grandes vitórias. Segundo uma recente pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pela primeira vez, os estudantes negros são maioria dentro das universidades públicas.

Nas universidades particulares, a tendência também é de crescimento, mas os alunos negros ainda não ultrapassaram os 50%. A pesquisa foi divulgada no dia 13 de novembro e mostra o quanto os desafios ainda são grandes.

OPINIÃO

Segundo a professora de história Juliana Bezerra, a Consciência Negra é uma expressão que designa a percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos. Além disso, também representa a luta dos negros contra a discriminação racial e a desigualdade social.

A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações de afro-brasileiros que sucederam a época de escravidão sofreram (e ainda sofrem) diversos níveis de preconceito.

A DATA

O Dia da Consciência Negra é comemorado no Brasil no dia 20 de novembro e em 1.260 cidades foram aprovadas leis decretando feriado nesta data que lembra a morte de Zumbi dos Palmares, escravo que virou símbolo da luta do povo negro contra a escravidão ao liderar o Quilombo dos Palmares, em Pernambuco.

A data foi estabelecida pelo projeto Lei n.º 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, somente em 2011 a lei foi sancionada (Lei 12.519/2011) pela então presidente Dilma Rousseff.

Em alguns estados do país, o Dia da Consciência Negra é feriado como no Rio de Janeiro, Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *