fbpx

Levantamento do IBGE aponta concentração de metade do PIB em apenas 66 município do país em 2016

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta sexta (14) levantamento com dados de que quase metade do PIB (Produto Interno Bruto) de 2016 ficou concentrado em apenas 66 município do Brasil. Isso significa que apenas 1,2% das cidades, que representavam 1/3 da população, responderam por cerca de 50% de toda a economia brasileira naquele ano.

No mês passado, o IBGE também divulgou um levantamento que apontou uma queda de 3,3% em 2016. Assim, o PIB ficou totalizado R$ 6,266 trilhões naquele ano, e o per capita ficou em R$ 30.407.

O ranking ainda se afunila, e aponta que seis município representavam 25% do PIB total. Confira:

  • São Paulo, com 11% do total;
  • Rio de Janeiro, com 5,3%;
  • Brasília, com 3,8%;
  • Belo Horizonte, com 1,4%;
  • Curitiba, com 1,3%;
  • Osasco, com 1,2%.

Ao todo, as seis cidades representam 12,9% da população brasileira. Destes seis municípios com os maiores PIBs, apenas Osasco alterou sua posição no ranking ao longo da série histórica do levantamento. Em 2012, o município paulista ocupava a 16ª colocação. A ascensão para a 6ª posição, segundo o instituto, se deu “muito em virtude do ganho de participação das atividades de comércio, serviços de informação e atividades financeiras no período”.

O instituto destacou, também, que em 2002, os municípios de São Paulo e Rio de Janeiro somavam 19,0% do PIB do Brasil e, essa participação caiu para 16,2%. Tal queda distribuiu-se entre as atividades da indústria e dos serviços.

Clique aqui e veja a pesquisa completa

Lucas R. de Souza Pereira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - AGSP, ex-foca da redação, aficionado pelo mundo do futebol, games, séries e rock'n'roll

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *