fbpx

Pessoas evoluem, mas os velhos hábitos permanecem

Carros voadores, teletransporte, viagens diárias ao espaço e tantas outras coisas que se prometiam para o futuro ainda não aconteceram. Mas algo sim é bastante aceitável, inclusive: as formas de relacionamento com os demais. Hábitos de conversação migraram do pessoal e telefônico para o WhatsApp e Facebook. Também vivemos em uma era em que até as piadas mudaram e se resumem ao visual (oi para os memes).

QUAL É O MEU – Eu confesso que a migração no meu caso foi das novelas para as séries. Não que eu de fato fosse um noveleiro, mas é aquela coisa da rotina: você chega em casa, estão assistindo e você pensa “por que não?”. Incrível como esse é um exemplo do que realmente acontece hoje com as pessoas, em especial a “geração Netflix, que tem como tema central de suas conversações o que acontece na plataforma.

Ou seja, as pessoas (ou a sociedade, melhor dizendo) evoluem, mas seus hábitos apenas se adaptam ao que lhes é oferecido. Uma evolução boa, necessária e que acompanha a humanidade em todos os cantos do mundo. Só que infelizmente os maus costumes também evoluíram. Falar mal das pessoas, por exemplo, não é mais só pessoalmente. As redes sociais mudaram isso sem dúvida. E a vergonha alheia aumenta. E muito.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, já tenho meu próximo destino: Ushuaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *