fbpx

Servidores de Itaquaquecetuba estão inconformados com a troca da operadora do plano de saúde

Os Servidores municipais de Itaquaquecetuba estão transtornados com o descaso da Prefeitura em relação à rede credenciada da nova operadora Plena Saúde. No final de 2018, a empresa venceu a licitação e assumiu todos os planos médicos do funcionalismo.

A alegação dos usuários, confirmada pela reportagem do Grita, é que as redes credenciadas, em sua maioria, são na Zona Sul. Em Itaquá mesmo ou na região quase não existe credenciamento. A Prefeitura alega que o momento é de readaptação e a Plena colhe sugestões dos trabalhadores para novos credenciamentos.

Segundo os Servidores, o tempo passa e nada é feito. As reclamações no facebook do Sinseri (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itaquaquecetuba) se intensificam. Muitos usuários estão inconformados com o descaso da Prefeitura, porque não conseguem marcar consultas e cirurgias e, casos mais graves, têm que ser feitos em Franco da Rocha.

ORIENTAÇÕES DO SINDICATO

PRIMEIRO PONTO – Se algum lugar negar atendimento, se o local é longe de Itaquá, etc., o Servidor DEVE fazer um BO – Boletim contra a Prefeitura e a Plena Saúde.

Com esse BO em mãos, uma via deve ser entregue no Sindicato, e com a outra deve-se abrir um requerimento e o Servidor registrar uma reclamação no protocolo da Prefeitura.

SEGUNDO PONTO – Segundo o Sindicato é importantíssimo que os Servidores façam reclamações por meio de requerimentos no protocolo da Prefeitura. O Servidor deve provocar o Executivo para mostrar a sua insatisfação. O Servidor é contemplado com o convênio. Ele mesmo precisa fazer essas reclamações.

AÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO

Na defesa dos Servidores e contra esse total descaso aos beneficiários do plano, o Sinseri vai impetrar uma denúncia no Ministério Público.

O principal aspecto se refere que no edital de concorrência pública está exigindo atendimento de fácil acesso aos usuários. Porém, atualmente, a empresa Plena não cumpre essa exigência.

Com isso, o Sindicato pedirá ao Ministério Público que acompanhe o cumprimento do edital e do contrato de concorrência pública, principalmente exigindo que a empresa instale ou firme convênio com hospitais e emergências da cidade.

A Plena Saúde está instalada próximo a Prefeitura de Itaquá para colher sugestões dos usuários. Mas, segundo alguns Servidores, as sugestões foram passadas e nenhum credenciamento efetivo, de qualidade e perto da cidade, foi feito. A equipe do Grita São Paulo está atenta ao caso e logo mais traremos outros detalhes.

Mais informações, acesse www.sinseri.com.br

Daniel Lucas Oliveira

Jornalista da Agência de Comunicação Grita São Paulo - Ama sua família. Vovô de três netos lindos. Acredita em Jesus Cristo. Pratica e indica Jiu-Jitsu. Amante da Justiça e direitos sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *