fbpx

Tá no Ar, humor de qualidade na TV aberta, chega a sua última temporada

Marcelo Adnet e Marcius Melhem são as estrelas do Tá no Ar – A TV na TV, programa que este mês estreia sua sexta e última temporada. Eles são também os idealizadores e responsáveis por sua roteirização. E eles dão um show! O humor é tão bom e crítico que é difícil acreditar que realmente é exibido pela TV Globo. O objetivo da atração é simples: fazer uma sátira das maiores audiências da televisão, dentro e fora da emissora. A ideia de finalizar agora não é ligada à audiência, mas uma decisão criativa dos roteiristas, que desejam encerrar a atração em um bom momento.



O QUE O TÁ NO AR TEM? – Vemos “Silvio Santos” cantando no canal musical, programas de entrevistas que não escondem o rótulo de chato e comerciais sinceros. Eles não poupam ninguém, o que inclui também religiões, sejam elas cristãs ou não. Não tem censura mesmo. E isso não faz com que exista apelação para nudez ou palavrões destroncados (salve uma exceção ou outra, não é mesmo, Sandy?).

Eu dou muitas risadas em ver como damos atenção a coisas tão imbecis na TV. A sátira ao programa do João Kléber é prova. Mesmo agindo de forma muito caricata, Adnet extrai a fórmula exata do que a RedeTv! faz na atração: enrolar o público. “Vamos ver o que tem na caixa…aposto que você não sabe. O que será que tem na caixa…outra caixa!”. É impagável ver aquela enrolação toda e saber que isso acontece daquela forma diariamente, mesmo que com uma audiência pequena.



Por fim, Tá no Ar não é um programa para você rolar no chão de rir, mas é um passatempo dos melhores e te fará manter o semblante alegre no rosto em seus quase trinta minutos de duração. As críticas à TV nos levam a pensar sobre os nossos próprios valores, pois sempre há uma mensagem “oculta”. Já foram abordadas tantas: escravidão, anorexia, racismo, homofobia, xenofobia, entre outros. E isso tudo vem como um tapa na nossa cara. E é o máximo!

Eu gosto disso – O desenho Treta Pig deveria ser tombado pela Unesco
É muito adulto – Falar mal da Globo na própria Globo não é para qualquer um!

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, já tenho meu próximo destino: Ushuaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *