CAIXA TEM | Nascidos em junho devem atualizar dados para receber auxílio emergencial

O auxílio emergencial, por conta da pandemia e de seu agravamento, será retomado após a paralisação em dezembro de 2020. Porém, a Caixa Econômica Federal pede aos usuários do app Caixa Tem (Play Store e App Store) que atualizem os dados cadastrais. As pessoas que nasceram no mês de junho podem revisar os dados no aplicativo.

COMO FAZER A ATUALIZAÇÃO?

O processo é realizado pelo aplicativo. Basta o usuário seguir as instruções do aplicativo. Segundo afirma a Caixa Econômica “o sistema garante mais segurança para o recebimento de benefícios e previne fraudes”. Ao entrar no Caixa Tem, o usuário deve procurar o “Atualize seu cadastro”. Em seguida, é necessário enviar uma foto (selfie) e os documentos pessoais (identidade, CPF e comprovante de endereço).

O calendário de atualização seguirá um cronograma escalonado, conforme o mês de nascimento dos clientes. O cronograma começou no último dia 14 para os nascidos em janeiro e encerrará em 31 de março, para os nascidos em dezembro.

CRONOGRAMA COMPLETO

Janeiro

14/03

domingo

Fevereiro

16/03

terça

Março

18/03

quinta

Abril

20/03

sábado

Maio

22/03

segunda

Junho

23/03

terça

Julho

24/03

quarta

Agosto

25/03

quinta

Setembro

26/03

sexta

Outubro

29/03

segunda

Novembro

30/03

terça

Dezembro

31/03

quarta

A medida provisória para o retorno do auxílio emergencial foi assinada no dia 18 deste mês. Para receber o auxílio emergencial 2021 é preciso estar inscrito nos cadastros públicos do governo federal. Ou seja, já ter recebido o benefício no ano passado. Além disso, ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família. A renda familiar mensal não pode ultrapassar três salários mínimos (R$ 3.300). E a renda familiar por pessoa tem de ser de no máximo meio salário mínimo (R$ 550).

LEIA TAMBÉM

CIBERCRIMES | Saiba os perigos dos megavazamentos de dados e como se prevenir

Pela terceira vez este ano, temos um megavazamento de dados dos brasileiros. O último ocorreu domingo, dia 14 de março, e expôs informações de 250 mil pessoas na deep web. Os especialistas acreditam no funcionamento da ação apenas como um atrativo para a venda de uma base muito maior, que inclui informações de 112 milhões de pessoas. Diferentemente das duas primeiras vezes, alguns dados foram distribuídos gratuitamente… leia na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *