Osasco | Entregadores de Aplicativos protestam contra apreensão de motos pela polícia

Entregadores de empresas de aplicativo (Ifood, Uber Eats, Rappi, etc) foram até a Prefeitura de Osasco na tarde desta terça, dia 16, para manifestarem-se contra as apreensões de motos realizadas pela Polícia na região. As blitz exigem o uso das “placas vermelhas”. Os manifestantes protestam por esta ação prejudicar dezenas de trabalhadores, pois eles têm ficado sem fonte de renda em meio à pandemia.

São milhares de entregadores no Brasil sem esse licenciamento, uma vez que o processo chega a custar mais de R$ 1.000,00. Ontem, dia 15 de março, entregadores de Osasco e Carapicuíba já haviam se manifestado também contra essa exigência.

Nós que estamos na rua levando o pão de cada dia nosso e de vocês também”, afirma o entregador em vídeo.

PLACA VERMELHA

As leis que exigem a placa vermelha dividem a categoria, ao gerar a expulsão de Entregadores eventuais e/ou iniciantes, sem experiência e não licenciados. Em resumo, a placa vermelha pretende agradar a um restrito setor da classe, enquanto deixa de fora outros milhares (os desempregados e aderentes recentemente aos apps e assim por diante).

ASSISTA A UM TRECHO DO MANIFESTO

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Assisto muitas sérias e atualmente meu maior vício são as médicas (Greys, The Good Doctor, New Amsterdam e The Resident) #LetsgotoCanada2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *