Ultimate Fighting | Organização dispensa oito atletas, dentre eles, dois brasileiros

O Ultimate Fighting Championship (UFC), maior organização de lutas MMA de todo o mundo, anuncia grandes dispensas para 2020. Foram cortados oito atletas ao todo. Dentre as dispensas realizadas, dois lutadores são brasileiros: o peso-pesado Junior Albini e a peso-mosca Kalindra Faria.

Os outros dispensados foram o peso-meio-médio Nathan Coy, o peso-galo russo Grigory Popov, o coreano Jin Soo Son, da mesma categoria, o peso-pesado Daniel Spitz, o peso-galo Brandon Davis e o peso-meio-médio Ben Saunders.

Em síntese, a soma total dos cartéis* de todos os lutadores dispensados era de 15 vitórias e 31 derrotas.

BALANÇO BRASILEIRO

Infelizmente, é visível constatar que os brasileiros demitidos não obtiveram bom desempenho no UFC. Albini iniciou nocauteando Timothy Johnson, entretanto perdeu as suas quatro lutas posteriores, para Andrei Arlovski, Alexey Oleinik, Jairzinho Rozenstruik e Maurice Greene. Porém nem tudo é tristeza para ele, tendo em vista já ter assinado contrato com o evento sérvio SBC (Serbian Battle Championship).

Kalindra Faria chegou credenciada, pois era campeã do Titan FC, mas acabou não conseguindo vencer no Ultimate Fighting. Ela perdeu para Mara Romero Borella, Jessica Eye e Joanne Calderwood. Ela também já tem destino certo e foi contratada pela organização brasileira SFT (Standout Fight Tournament).

A maior demissão de impacto foi a do veterano Ben Saunders. Ele lutou 20 vezes no octógono do Ultimate, com 10 vitórias e 10 derrotas. Porém, o seu desempenho nos recentes embates deixou muito a desejar. Dessa maneira, mesmo sendo muito querido pelos fãs, Saunders foi nocauteado ou finalizado em seis vezes nas últimas sete lutas, e consequentemente acabou demitido.

DICIONÁRIO DO MMA

Primeiramente, você acha que te deixaremos sem entender algo aqui? Negativo. Ficou com dúvida de mais algum termo? Em seguida, questione nos comentários que acrescentaremos na matéria.

*Cartel: currículo de um lutador, apresentando as lutas realizadas separadas por vitórias, empates, derrotas e no contests (uma luta que termina por razões externas). Quando se diz que um lutador tem um cartel de 32-4-1-1, significa que venceu 32 combates, perdeu 4, empatou uma e uma delas terminou em no contest.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, sonhando com #NewYork2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×