Prova de vida dos aposentados idosos agora deverá ser agendada. Saiba o que fazer!

O Governo de Jair Bolsonaro está com um grande problema nas mãos, que é resolver a questão da Previdência. Junto a isso, fica também a questão da prova de vida (ou fé de vida anual) com suas revisões. O procedimento é obrigatório para todos os beneficiários do INSS que recebem seus pagamentos por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético, inclusive para aqueles que recebem benefícios assistenciais. Desde 18 de janeiro, após a medida provisória 871, o procedimento agora deve ser agendado.

COMO ERA ANTES – Até então, ao realizar os saques, o aposentado era avisado pela própria tela do caixa eletrônico ou pelo operador do banco. Era então só se dirigir ao local designado na própria agência bancária e resolver a questão. Os bancos continuarão a realizar a prova de vida, informou ontem (30) a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), porém agora com a necessidade de realizar agendamento.

COMO AGIR – Até o momento, a comprovação ocorre sem agendamento e cada banco define a data-limite para que, uma vez por ano, o beneficiário compareça à agência ou ao autoatendimento para renovar a sua senha. Além de informar que os “bancos irão continuar fazendo a prova de vida dos beneficiários do INSS”, a Febraban detalhou que as “instituições financeiras estão analisando a medida provisória 871 para avaliar quais ações terão que ser tomadas” e que, concluída essa análise, “os bancos irão se reunir com o INSS para definir os procedimentos a serem adotados”.

Wellington Torres

Editor da AGSP. Jornalista de coração e alma, pós-graduado em Assessoria de Comunicação e Mídias Digitais. Heavy user de redes sociais e fã de tecnologia. Já assisti muitas séries, porém agora até minha mãe sabe mais de Greys Anatomy do que eu. Viajante aleatório, sonhando com #NewYork2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *